canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

Agenda: veja as grandes estreias (e reestreias) do início de 2024

Sinopse

Ano será marcado por grandes espetáculos biográficos, como de Rita Lee (com Mel Lisboa) e Tarsila do Amaral (vivida por Claudia Raia)

Por Ubiratan Brasil

A temporada teatral de 2024 promete ser agitada, com muitas estreias impactantes e com a volta de peças que ainda têm fôlego para atrair mais público. Os musicais continuam marcando presença, com as estreias de Tarsila, a Brasileira, no qual Claudia Raia vive a pintora modernista Tarsila do Amaral, e Rita Lee – Uma Autobiografia Musical, com Mel Lisboa retomando o papel da grande cantora, agora em espetáculo inédito.

Diversas peças que ainda têm fôlego graças ao sucesso de público voltam aos palcos, desde a mais recente Misery até a imperdível Alma Imoral, há 17 anos em cartaz. O Canal MF traz aqui as estreias e reestreias já confirmadas para o primeiro semestre de 2024. Veja a lista:

JANEIRO

3 de janeiro
O musical Matilda, produção do Atelier de Cultura, continua com seu sucesso no Teatro Claro Mais São Paulo, no shopping Vila Olímpia.

4 de janeiro
O musical Viva o Povo Brasileiro, novo espetáculo da Sarau Cultura Brasileira, inaugurou a programação de teatro do Sesc 14 Bis, para onde volta em uma temporada de apenas 10 dias.

Cena do musical Viva o Povo Brasileiro. Foto Annelize Tozetto

6 de janeiro
Já pensou num mundo sem música? Esse é o ponto de partida do musical A Fabulosa Fábrica de Música, idealizado por Gustavo Nunes e Rose Dalney. Estreia no Teatro das Artes, no shopping Eldorado.

O diretor e ator Eduardo Martini já viveu no palco o apresentador e estilista Clodovil Hernandez e agora estreia novo espetáculo: Clô, Pra Sempre, no Teatro União Cultural.

Pedro Fabrini retorna ao palco do Teatro Bibi Ferreira com Comédia Paranormal, peça escrita por ele e dirigida por Jarbas Homem de Mello.

11 de janeiro
Deliciosa comédia musical de variedades livremente inspirada em fatos, personagens e canções do movimento musical carioca, Bossa Nova Cabaret Bar retoma temporada no Teatro do Sesi SP.

Multiartista, Sidney Santiago Kuanza, da Cia Os Crespos, estreia o solo A Solidão do Feio, inspirado em Lima Barreto. No auditório do Sesc Pinheiros.

12 de janeiro
Importante polo criador de espetáculos, o Núcleo Experimental estreia o musical Codinome Daniel, sobre Herbert Daniel, revolucionário gay que desafiou a homofobia praticada tanto pela direita como pela esquerda radicais. Estreia no espaço do Núcleo Experimental, na Barra Funda.

Parte do elenco de Codinome Daniel. Foto Ale Catan

Gabri[ELAS] é um monólogo que parte do encontro da atriz Fernanda Viacava com a vida e a obra de Gabriela Leite, principal referência na luta em defesa dos direitos das prostitutas no Brasil. Estreia no Sesc Avenida Paulista.

Depois de viajar por várias cidades, Vera Fischer volta com Quando Eu For Mãe Quero Amar Desse Jeito, comédia ácida de Eduardo Bakr e direção de Tadeu Aguiar sobre a mãe que não aceita a noiva com quem o filho pretende se casar. No Teatro Renaissance.

Em Aleluia: Um Estouro de Mulher, o ator Eduardo Martini encara a mãe dedicada, que se sacrifica pela família e deixa de lado os próprios sonhos. No Teatro União Cultural

O Nome do Bebê é uma adaptação para a realidade brasileira da bem-sucedida peça de Matthieu Delaporte e Alexandre de la Patellière. A trama foi montada em vários países e adaptada para o cinema em 2012. E volta em cartaz, agora no Teatro Faap.

Cena da peça O Nome do Bebê. Foto Ronaldo Gutierrez

A Alma Imoral está em cartaz há 17 anos e ainda continua lotando as salas por onde passa. Agora, o monólogo com Clarice Niskier vai ocupar o palco do Teatro MorumiShopping.

Fenômeno de 2023, o monólogo Helena Blavatsky, A Voz do Silêncio retorna ao palco do teatro B32 onde iniciou a sua trajetória. Destaque para a direção de Luiz Antônio Rocha e a entrega de Beth Zalcman, que ganhou prêmio de melhor atriz por sua atuação.

O Profeta é um dos livros mais lidos do mundo. A obra de Gibran Khalil Gibran trata de temas como o amor, filhos, trabalho, alegria, tristeza e morte entre outros. O espetáculo retorna a São Paulo para uma curtíssima temporada (nove apresentações) no Teatro Bravos.

Escrito e dirigido por Marcelo Marcus Fonseca, o espetáculo Águas Queimam na Encruzilhada, inspirado na vida cotidiana do Bixiga, volta a ser encenado na sede da Companhia Teatro de Incêndio, na rua Treze de Maio. O grupo inicia os festejos de seus 28 anos de fundação.

13 de janeiro
O veterano e consagrado ator Fulvio Stefanini comemora com justiça seus 69 anos de carreira com O Pai, que volta agora no Teatro Mooca.

Antes de fazer uma excursão por Portugal, a comédia Cada Um Tem o Anjo que Merece volta em cartaz no Teatro Bibi Ferreira. No elenco, Douglas Brito, Sill Esteves e Pedro Fabrini, também autor do texto.

15 de janeiro
Visto por mais de 24 mil espectadores, King Kong Fran é uma fusão das linguagens de circo e teatro. A chance de ver ou rever estará agora também no Teatro MorumbiShopping, às segundas e terças-feiras.

Renata Azevedo em cena de King Kong Fran. Foto Sarah Leal

17 de janeiro
Espetáculo Shakespeare Embriagado leva clássico inglês para ser encenado em um bar: munidos de álcool, atores encenam adaptação de Hamlet no Espaço Manivela, na Vila Leopoldina.

18 de janeiro
Inspirado na engraçadíssima comédia de Mel Brooks, O Jovem Frankenstein chega a São Paulo no Teatro Bradesco, depois de temporada no Rio de Janeiro. O espetáculo é a nova parceria da produtora Aventura com a Möeller&Botelho após o estrondoso sucesso de Mamma Mia!

Cena do musical O Jovem Frankenstein. Foto André Wanderley


Sem Registro – Uma Performance Paterna traz um jogo cênico não linear que mescla auto ficção, depoimentos reais e dados estatísticos em um ambiente fabular. Texto e atuação de Victor Albuquerque, no Espaço Cênico Ademar Guerra – Centro Cultural São Paulo (CCSP).

19 de janeiro
Visto por mais de 40 mil pessoas pelo Brasil, Misery, adaptação de romance de Stephen King, retorna com temporada no Teatro Tuca. Com direção de Eric Lenate, o elenco é estrelado por Mel Lisboa, Marcello Airoldi e Alexandre Galindo.

Cena de MIsery. Foto Leekyung Kim


Já o Tucarena recebe Nosso Irmão, texto do espanhol Alejandro Melero e com direção de Dan Rossetto que se baseia nos traumas e no humor das relações familiares. No elenco, Regiane Alves, Marina Elias e Bruno Ferian.

Como uma trama envolvendo o poder do dinheiro, A Milionária, escrita por Bernard Shaw (1856-1950), chega aos palcos do Teatro Ruth Escobar. A montagem do Círculo de Atores já foi vista por um público de mais de 11 mil pessoas e rendeu o prêmio Shell de melhor atriz para Chris Couto.

Depois de uma bem-sucedida temporada na França, a Cia. Dos à Deux retorna a São Paulo com o espetáculo Enquanto Você Voava, Eu Criava Raízes, no Teatro Vivo.

Puma conta a história de três gerações de escritores e suas vidas tumultuadas. Com Ricardo Gelli, a direção é de Alexandre Reinecke e estreia na Oficina Oswald de Andrade

20 de janeiro
Sob a direção de Elias Andreato, Nilto Bicudo retoma o belo monólogo O Antipássaro, baseado na vida e na obra da poeta Orides Fontela. Na Sala Pascoal Carlos Magno do Teatro Sérgio Cardoso.

24 de janeiro
Inspirado no texto do grande escritor austríaco Thomas Bernhard, O Fazedor de Teatro, da Cia. Razões Imersas, retorna na Oficina Oswald de Andrade.

25 de janeiro
Claudia Raia protagoniza e produz Tarsila, a Brasileira, musical que retrata a vida de Tarsila do Amaral. O espetáculo estreia no Teatro Santander.

Claudia Raia em Tarsila, a Brasileira. Foto Paschoal Rodrigues

Em 2023, Once – O Musical cativou mais de 40 mil pessoas em sua primeira montagem no Brasil e volta ao palco, novamente no Teatro Villa Lobos.

FEVEREIRO

22 de fevereiro
Com surpreendente atuação de Eduardo Sterblitch, que não economiza na mordacidade tampouco nos palavrões, Beetlejuice – O Musical chega no Teatro da Liberdade depois de bem sucedida temporada carioca.

Eduardo Sterblitch é protagonista de Beetlejuice. Foto Leo Aversa

MARÇO

1º de março
Gostava Mais dos Pais é uma comédia em que Bruno Mazzeo e Lucio Mauro Filho revelam as dificuldades de entender os seus lugares no mundo contemporâneo. Estreia no Teatro Porto.

Beto Sargentelli realiza um sonho ao produzir e protagonizar O Rei do Rock, musical que narra a trajetória de Elvis Presley. No Teatro Claro-SP.

8 de março
O filme Cabaret, de Bob Fosse, é um dos maiores musicais de todos os tempos e agora ganha versão nacional, com Ícaro Martins como o escritor Cliff Bradshaw. Será no 033 Rooftop do Teatro Santander.

Já o palco do Teatro Faap recebe Suely Franco no papel de Virginia Lane, atriz, cantora e vedete de grande expressão especialmente nos anos 1940 e 50. Trata-se da comédia musical A Vedete do Brasil, que marca a estreia na direção de Claudia Netto.

Suely Franco como Virginia Lane, tema de A Vedete do Brasil. Foto Pino Gomes

16 de março
Com texto de Nanna de Castro e direção de Kiko Marques, O Vazio na Mala tem no elenco Emílio de Mello e Noemi Marinho. Estreia no Teatro do Sesi – SP.

ABRIL

Sem data
O ator Rafael Aragão fará o papel de Renato Aragão em O Adorável Trapalhão, o Musical. Ele é também o idealizador do projeto, que conta com direção de José Possi Neto e textos de Marília Toledo. Estreia no Teatro Villa Lobos.

MAIO

30 de maio
Um dos mais divertidos musicais da Broadway, com música e letras de Cindy Lauper, Kinky Boots ganha versão nacional, com estreia no Teatro da Liberdade.

Sem data
Rita Lee – Uma Autobiografia Musical traz novamente Mel Lisboa no papel da icônica cantora, morta em 2023. Agora o espetáculo é inspirado no segundo livro autobiográfico de Rita Lee. A montagem tem estreia prevista no Teatro Porto, com direção Débora Dubois e Márcio Macena.

Sem data
Inspirado no famoso filme, Priscilla – A Rainha do Deserto ganha nova versão nacional, com direção de Mariano Detry. Estreia no Teatro Bradesco.

[acf_release]
[acf_link_para_comprar]

Ficha Técnica

[acf_ficha_tecnica]

Serviço

[acf_servico]