canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

“Viva o Povo Brasileiro” é uma divertida alegoria do país

Sinopse

Musical inspirado no clássico de João Ubaldo Ribeiro trata com bom humor da ancestralidade nacional

Por Ubiratan Brasil

Em 1982, o escritor baiano João Ubaldo Ribeiro (1941-2014) iniciou a escrita de Viva o Povo Brasileiro (intitulado primeiramente como Alto Lá, Meu General), que logo se tornou um de seus principais romances. O livro foi publicado em 1984, faturando o Prêmio Jabuti na categoria “Romance” e o Golfinho de Ouro, do Governo do Rio de Janeiro. Grande afresco histórico, aqui João Ubaldo constrói um segundo Brasil, voluntariamente não oficial, que se monta à margem da historiografia “autorizada”.

É essa obra monumental (tem cerca de 700 páginas e percorre 400 anos da história do Brasil) que o diretor e dramaturgo André Paes Leme decidiu levar para o palco e sua versão, Viva o Povo Brasileiro (De Naê a Dafé), que está em cartaz no teatro do novo Sesc 14 Bis.

Cena do musical Viva o Povo Brasileiro. Foto Annelize Tozetto

Paes Leme tem experiência em transpor para o palco grandes obras literárias – já adaptou A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa (de Clarice Lispector), A Hora e Vez de Augusto Matraga (Guimarães Rosa) e Engraçadinha (Nelson Rodrigues). Com João Ubaldo, ele enfrentou o desafio de, além de lidar com o humor peculiar do autor baiano, de se encantar com o fascínio pela palavra e pela literatura clássica.

Para se ter uma ideia, o capítulo 14 de Viva o Povo Brasileiro relata a batalha de Tuiuti com interferência dos orixás. “De propósito, acreditando que todos entenderiam a semelhança, utilizei a linguagem homérica na narrativa, fazendo uma paródia em seu sentido mais elogioso. E não é que fui elogiado pela forma original, como se fosse uma invenção minha?”, divertiu-se Ubaldo, em uma entrevista concedida nos anos 2000.

Pois foi o desejo de falar do que seria esse povo brasileiro a partir da ótica crítica e do humor de João Ubaldo que provocou o nascimento do projeto. “Não há possibilidade de entender o povo brasileiro sem compreender que todos nós somos o povo brasileiro, desde os povos originários até os imigrantes que chegaram muito tempo depois. Criamos esse espetáculo, que praticamente pega um terço do livro, mas traz a essência da obra ligada à ideia de ancestralidade, de espiritualidade, da luta contra a escravidão, por uma igualdade e justiça social. O texto é especialmente conectado à força feminina, que é algo muito forte a partir da personagem da Maria Dafé, que é a grande heroína”, diz André, no material de divulgação do espetáculo.

Outra cena do musical Viva o Povo Brasileiro. Foto Annelize Tozetto

A trama, ambientada na ilha de Itaparica, fala de uma alma que quer ser brasileira. Primeiro, ela encarna em indígenas, até o primeiro personagem, o Caboclo Capiroba, em 1640, que é enforcado pelos portugueses colonizadores, mas tem uma filha que se chama Vu, e dela descendem as mulheres da história. 

Para cadenciar toda a trama, Chico César compôs 30 canções a partir de letras inspiradas ou que utilizam parte textual da obra de Ubaldo, e que ganharam arranjos de João Milet Meirelles e a colaboração do elenco. No palco, três músicos e dez atores que interpretam, cantam e tocam. Além do elenco fixo, o espetáculo tem um coro composto por atores iniciantes/ estudantes,  que ajudarão a dar vida à essa epopeia.  “Existe também um apontamento para o futuro. Tem muita percussão, cordas, sanfona, piano”, comenta Meirelles.

Com produção da Sarau Cultura Brasileira, responsável por memoráveis espetáculos como Suassuna – O Auto do Reino do Sol, a peça tem o elenco formado por Alexandre Dantas, Guilherme Borges, Hugo Germano, Izak Dahora, Jackson Costa, Ju Colombo, Júlia Tizumba, Luciane Dom, Lucas dos Prazeres, Maurício Tizumba e Sara Hana.

Serviço

Viva o Povo Brasileiro (De Naê a Dafé)

Sesc 14 Bis – Teatro Raul Cortez. Rua Dr. Plínio Barreto, 285

Quinta a sábado, 19h30. Domingo, 18h. R$ 60

Até 17 de dezembro de 2023 e de 4 a 14 de janeiro de 2024

[acf_release]
[acf_link_para_comprar]

Ficha Técnica

[acf_ficha_tecnica]

Serviço

[acf_servico]
Escanear o código