canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

Teatro Cego encena “O Reino de Lindsor”

Peça acontece completamente no escuro, proporcionando uma experiência única ao público, que compreende a trama por meio de outros sentidos (olfato, paladar, tato e audição)

Por Redação Canal Teatro MF

Em 2012 a C-Três Projetos Culturais lançou um projeto original: o Teatro Cego, formato teatral no qual a peça acontece completamente no escuro, convidando o público a abdicar da visão e a compreender a trama por meio de seus outros sentidos (olfato, paladar, tato e audição), utilizando-se de aromas, músicas e sensações táteis.

Foi dessa forma que nasceram os espetáculos O Grande Viúvo, Acorda, Amor!, Clarear e Um Outro Olhar e agora chega O Reino de Lindsor, que estreia neste sábado, 13, no Espaço Dive, no bairro do Morumbi, criado com todos os requisitos para as experiências imersivas produzidas pela C-Três Projetos Culturais.

A trama acompanha Deodora que, depois de dez anos longe de Lindsor, volta com sua mãe para o reino onde viveu até os oito anos de idade. Sua beleza jovial enfeitiça os dois herdeiros ao trono e cria uma disputa mortal entre os irmãos. O Rei Óregon acaba de perder uma importante batalha para o reino vizinho, Dansey, e todo o desenrolar desse confronto sugere uma alta traição dentro dos muros de Lindsor. Um segredo antigo pode ser a chave que vai definir os rumos dessa guerra, dessa sucessão e desse triângulo amoroso, mas é o espectador que definirá os caminhos que essa história tomará.

O público acompanha a história ao lado dos atores, no escuro. Mas desta vez, a plateia não vai simplesmente ‘compreender um espetáculo no escuro; ela vai fazer parte’ dele, como um integrante do exército do Reino de Lindsor e, entre batalhas medievais, conspirações políticas e um triângulo amoroso, desta vez ela também decidirá os rumos da história desse reino.

O público, ao entrar no espaço do espetáculo, é recebido como se fosse o exército de Lindsor, que acaba de retornar ao castelo, vindo de uma importante batalha da qual saiu derrotado. O espetáculo é interativo e, no meio da peça, a plateia participa de um julgamento cuja apuração determina o rumo da história. Os atores e a produção só ficam sabendo do resultado dessa votação no exato momento em que ele é anunciado e têm que seguir com a representação de acordo com o que acabou de ser decidido.  

Durante o espetáculo, sons, vozes e cheiros chegam aos espectadores vindos sempre de locais diferentes, dando a sensação de que eles estão realmente inseridos no ambiente cênico. Tais sensações são o caminho para a compreensão da trama, mesmo ela ocorrendo completamente no escuro. A proposta é estabelecer uma linguagem inédita no teatro. Importante lembrar que os olhos do público não são vendados. Para a segurança de todos, haverá no salão câmeras de infravermelho monitoradas por uma pessoa da produção.

Com texto e direção de Paulo Palado, O Reino de Lindsor tem em seu elenco atores com deficiência visual, cumprindo, assim, um papel social através da arte: Ana Righi, Bruno Delboni, Cleber Tolini, Dida, Ed Cotrim, Ghell Silva, Giovanna Maira, Ian Nopenney, Paulo Palado e Tais Saback.

Desde o início de 2023, o Espaço Dive  vem recebendo o Jantar Cego e o Boteco Cego, projetos que também acontecem completamente no escuro.

Serviço

O Reino de Lindsor

Espaço Dive. Av. Morumbi, 8503

Sábado, 21h. Domingo, 19h. R$ 95

Patrocínio: Desenvolve SP por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Rouanet.

Até 5 de maio

Da Redação

Da Redação

Ah, o teatro!

A Poetha usa a poesia para expressar seu amor pelas artes cênicas Por Thaís Gattás Ah, o teatro que dá seu jeito e seus pulos

Leia mais »

CONFIRA MAIS

Escanear o código