canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

Teatro no carnaval: veja as peças que terão sessões durante a folia

Sinopse

Artistas como Vera Fischer, Fulvio Stefanini e Chris Couto estarão em cena em comédias, ao lado de atrações para todos os gostos e idades, de musical a infantis

Por Ubiratan Brasil

Foi-se o tempo em que as opções culturais de São Paulo se resumiam às sessões de cinema durante o período de carnaval. Agora, além da infinidade de blocos que povoam a cidade, diversas produções apostam no interesse do público que gosta das artes cênicas e preveem sessões nos dias de folia, principalmente no fim de semana dos dias 10 e 11 de fevereiro.

Haverá inclusive uma estreia: na quinta-feira, dia 8, o Sesc Pompéia recebe o espetáculo de dança “Encarnación”. Idealizado por Flow Kountouriotis, que também está em cena, o trabalho discute ideia de identidade de gênero a partir da manipulação bioquímica do corpo. Em cena, o corpo do bailarino desenha um percurso poético que traça as possibilidades que um corpo carrega enquanto tem seu processo de transição hormonal acontecendo, na administração regular de injeções de testosterona, mas também, no uso de outras ferramentas de fabricação de identidade e próteses tecnológicas. Junto ao público manifestam-se algumas ideias de futuros possíveis que aos poucos estão se desenhando. 

Cena de Encarnación. Foto Thaís Grechi

Entre os espetáculos que estão em cartaz, há opções para todos os gostos e idades. O musical O Rei Leão, por exemplo, traz a genialidade criativa de Julie Taymor ao privilegiar a arte artesanal para contar uma história com cores shakespearianas sobre o leãozinho sucessor que é afastado do reinado pelo tio inescrupuloso. Detalhe para as canções criadas por Elton John.

Cena do espetáculo musical O Rei Leão – Foto Foto Caio Gallucci

Já o veterano Fulvio Stefanini celebra 69 anos de carreira com “O Pai”, espetáculo que lhe rendeu Prêmio Shell de melhor ator. A peça conta a história de André, um idoso de 80 anos, rabugento, porém muito simpático e divertido. Quando a memória dele começa a falhar, a sua única filha vive um dilema: deve levá-lo para morar com ela e contratar uma enfermeira para ajudá-la a cuidar dele ou deve interná-lo em um asilo – para poder curtir a vida ao lado de seu novo namorado? 

Fulvio Stefanini em O Pai. Foto João Caldas Fº

Também com sólida experiência no palco, Vera Fischer está de volta com a comédia agridoce “Quando Eu For Mãe, Quero Amar Desse Jeito”. Ela vive dona Dulce Carmona, uma septuagenária que recebe a noticia de que seu único filho, Lauro (Rafael Sardão), vai se casar com uma mulher que ela não conhece (Marta Paret). A partir daí, a comédia mostra a luta de uma mãe obcecada para dar ao filho um futuro digno de sua “classe social”. A aristocrática Dona Dulce Carmona entra numa guerra com a noiva do filho para manter a imagem da família.

Espetáculo QUANDO EU FOR MÃE QUERO TE AMAR DESSE JEITO - Fotos Carlos Costa
Cena do espetáculo Quando Eu For Mãe, Quero Amar Desse Jeito. Foto Carlos Costa

Outra valiosa opção de comédia é oferecida por Angela Dippe no solo Da Puberdade à Menopausa, escrito e protagonizado por ela. O espetáculo, que é uma mistura de stand-up comedy e palestra, o compara a trajetória da mulher a uma “montanha-russa de hormônios”, em comparação com a vida dos homens, que segue em “movimento retilíneo e uniforme, sem atrito e sem aceleração”, segundo a própria atriz.

Angela Dippe em Da Puberdade à Menopausa. Foto Heloisa Bortz

Já a combinação de um texto inteligente com interpretações instigantes resulta no espetáculo “Gagarin Way”, que inicia sua segunda temporada neste dia 9 de fevereiro. Escrita pelo dramaturgo escocês Gregory Burke, a peça é ambientada nas fábricas de West Fife, onde Gary (Flavio Tolezani), um operário cansado e deprimido e com ideais socialistas, decide sequestrar um executivo do alto escalão chamado Frank (Laerte Mello) com a ajuda de seu amigo Eddie (Fernando Nitsch). A dupla leva o industrial para a fábrica de computadores, onde se passa a trama, vigiada pelo segurança Tom (Rafael Losso), jovem recém-formado em Ciências Sociais e Política que acredita num possível acordo entre capitalismo e socialismo. Com direção segura de Marco Antônio Rodrigues, o espetáculo deixa o espectador com a respiração suspensa.

Cena da peça Gagarin Way. Foto Caio Oviedo

O dramaturgo irlandês George Bernard Shaw (1856-1950) é autor de peças com textos essencialmente inteligentes, como A Milionária, comédia do Círculo de Atores estrelada por Chris Couto. A peça começa com Epifânia, uma das mulheres mais ricas da Europa, reunindo-se com seu advogado para discutir a possibilidade de seu provável suicídio. Ela pretende deixar toda a sua fortuna para seu marido como forma de punição pela infidelidade dele.

Cena da comédia A Milionária. Foto Ronaldo Gutierrez

A comédia “Homens no Divã” retornou aos palcos para contar a história do encontro inesperado de três homens na antessala de psicanálise da Dra. Maczka (voz em off de Marília Gabriela). Isso provoca mudanças na vida do bombeiro Renatão (Guilherme Chelucci); do ginecologista Cadú (Gustavo Merighi, integrando agora o elenco), e de Fred (Darson Ribeiro, também diretor do espetáculo), gerente executivo da ENEL.

Cena do espetáculo Homens no Divã. Foto Moises Pazianotto

Um assunto de grande importância é tratado no espetáculo Bom Dia, Eternidade“. Quatro irmãos idosos que sofreram um despejo quando crianças recebem a restituição do terreno após quase 60 anos e se encontram para decidir o que fazer. Enquanto se recordam do passado, eles aproveitam o tempo com um bom café e sucessos de samba. Para isso, uma banda de quatro músicos está em cena, cada qual com mais de sessenta anos, em um jogo friccional com as narrativas do elenco.

Elenco de Bom Dia, Eternidade, do coletivo O Bonde. Foto Bom dia Felicidade Foto Júlio Cesar Almeida

Para o público infantil, uma ótima opção é Momo e o Senhor do Tempode Carla Candiotto. Trata-se da adaptação teatral do livro O Senhor do Tempo, de Michael Ende. A menina Momo (Camila Cohen) aparece misteriosamente em uma cidade e vai morar nas ruínas de um antigo teatro abandonado. Lá, onde as crianças desaprenderam de brincar, pouco a pouco ela as ensina a redescobrir esse prazer. Com empatia e atenção, ouve as pessoas, valoriza a relação entre os amigos, os encontros e as ideias diferentes.

Espetáculo Momo e o Senhor do Tempo. Foto João Caldas

Outra bela opção para os mais jovens é a reestreia de De Mãos Dadas Com Minha Irmã“, espetáculo infanto-juvenil da Cia Os Crespos. Trata-se de um espetáculo inovador, no qual a atriz Lucelia Sergio, também autora do texto, interage com os cenários e personagens animados. Como em um “game” projetado em telas no palco, o espetáculo combina teatro e audiovisual para contar a história de Obá, heroína cuja missão é recuperar a memória e salvar seu povo de uma seca. 

Cena do espetáculo De Mãos Dadas Com Minha Irmã. Foto Tally Campos

Serviço

Encarnación
Sesc Pompeia
Rua Clélia, 93
Quinta-feira a sábado, 21h30. Domingos, 18h30. R$ 40
Estreia 8/2. Até 18/2

O Pai
Teatro Mooca –  Mooca Plaza Shopping.
Rua Capitão Pacheco e Chaves, 313
Sábados e domingos, 18h. R$ 50 / R$ 150
Até 31/3

Da Puberdade à Menopausa
Teatro das Artes – Shopping Eldorado
Avenida Rebouças, 3970
Sábados, 17h30. R$ 80 / R$ 100
Até 2/3

Gagarin Way
Teatro Cacilda Becker
Rua Tito, 295
Sexta e sábado, 21h. Domingos, 19h. R$ 30
Até 25/2

O Rei Leão
Teatro Renault.
Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411 
Quintas e sextas-feiras, 20h. Sábados e domingos, 15h e 20h. R$ 160 / R$ 450
Até 28/4

A Milionária
Teatro Ruth Escobar – Sala Dina Sfat.
Rua dos Ingleses, 209
Sextas e sábados, 21 horas. Domingos, 19 horas. R$ 80
Até 11/2

Homens no Divã
Teatro Municipal Arthur Azevedo.  
Avenida Paes de Barros, 955
Sexta e sábado, 21h. Domingo, 19h. R$ 40
Até 18/2

Momo e o Senhor do Tempo
Sesc Consolação – Teatro Anchieta.
Rua Dr. Vila Nova, 245
Sábados, 11h. R$ 30
Até 24/2

Quando Eu For Mãe, Quero Amar Desse Jeito
Teatro Renaissance.
Alameda Santos, 2233
Sextas, 21h. Sábados, 19h. Domingos, 17h. R$ 140
Até 3/3

Bom Dia, Eternidade
Sesc Consolação – Teatro Anchieta
R. Dr. Vila Nova, 245
Sextas e sábados, 20h. Domingos, 18h. Nas quintas-feiras dia 15 e 22/02, sessão às 15h. R$ 50
Até 25/2

De Mãos Dadas Com Minha Irmã
Sesc Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1000. Tel.: (11) 2076-9700  
No carnaval, apresentações nos dias 10, 11, 12 e 13/02, às 12h.
Nos outros dias, sessões sábados, domingos e feriados, 12h.
R$ 30 – Crianças até 12 anos não pagam
Até 25/2

[acf_release]
[acf_link_para_comprar]

Ficha Técnica

[acf_ficha_tecnica]

Serviço

[acf_servico]