canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

Feriado: dez peças imperdíveis para assistir em São Paulo

Sinopse

Opções vão de comédia e drama até musicais e espetáculos infantis

Por Redação Canal MF

O feriado de 7 de Setembro permitiu prolongar o fim de semana, oferecendo quatro dias para serem bem aproveitados. Para que você saiba como se divertir sem medo de errar, a equipe do Canal MF selecionou dez peças que estão em cartaz em São Paulo, que oferecem drama, comédia, musical e também opção para as crianças. Confira:

A Falecida

A Falecida apresenta a jornada de Zulmira para realizar o sonho de ter um enterro espetaculoso. Cenas de flashback se misturam à narrativa presente, numa troca de ambientes que, por vezes, tenciona e, por outras, causa um inusitado e bem-vindo alívio cômico.

Sesc Santo Amaro

Rua Amador Bueno, 505

Sextas, 21h. Sábados, 20h. Domingos, 18h

Até 1º de outubro

Camila Morgado em cena de A Falecida. Foto Victor Hugo Cecatto

A Vida Passou Por Aqui

A peça A Vida Passou Por Aqui conta a história de uma profunda e sólida amizade entre uma mulher e um homem de estratos sociais diferentes – Silvia (Claudia Mauro), professora e artista plástica, que viveu grande parte da vida às voltas com as crises em seu casamento e um enorme sentimento de solidão, e Floriano (Édio Nunes), boy e faxineiro, de hábitos simples e inteligente por natureza, que sempre levou sua vida com leveza e bom humor. Depois de quase meia década de convivência, Silvia é uma mulher solitária que se recupera de um AVC, e Floriano o único amigo ainda presente. Aos poucos, ele contagia Silvia com sua alegria de viver e senso de humor, que acabam devolvendo a saúde e os movimentos à amiga. Juntos, se divertem e rememoram os altos e baixos de quase 50 anos de amizade.

Teatro J. Safra

Rua Josef Kryss, 318, Barra Funda. Fone: (11) 3611 3042

Sexta e Sábado, 21h, Domingo 19h

Até 24 de setembro de 2023

Claudia Mauro e Édio Nunes vivem os amigos de ‘A Vida Passou por Aqui’. Foto Dalton Valério

Bob Esponja, o Musical

“Você pode ser o que você quiser se tiver imaginação”. Bob Esponja e seu otimismo incorrigível conquistou gerações de fãs em todo o mundo, há mais de 20 anos, e ganhou os palcos da Broadway, se transformando em um musical de grande sucesso, com canções originais de nomes como David Bowie, Cindy Lauper, John Legend, Steven Tyler e Joe Perry (do Aerosmith), Panic!At the Disco, The Flaming Lips e Sara Bareilles, entre outros. No palco, os famosos personagens da Nickelodeon tentarão salvar a Fenda do Biquíni da extinção. O musical é baseado na animação original da Nickelodeon mundialmente conhecida: Bob Esponja, Calça Quadrada. A Fenda do Biquíni, lugar onde Bob Esponja e seus amigos vivem, está sob ameaça de um vulcão. A história retrata os habitantes da região superando as adversidades, mostrando que a população unida e, principalmente, que os sentimentos verdadeiros conseguem salvar o mundo.

Teatro Sérgio Cardoso

Rua Rui Barbosa, 153. Fone: (11) 3288-0136

Quintas, às 20h30; Sextas e sábados, às 15h e às 20h30; Domingos às 16h.

Até 17 de setembro de 2023

Mateus Ribeiro como Bob Esponja. Foto Leo Aversa

Eu de Você

Idealizado e criado pela atriz Denise Fraga, o produtor José Maria e o diretor Luiz Villaça, Eu De Você mostra histórias reais, costuradas com pérolas da literatura, música, imagens e poesia. “Que seria de nós sem os poetas? E o que seria deles sem a vida comum? É dessa mistura que surge a ideia de nosso Eu de Você. O que tem em comum a Cris, o Paulo Leminski e o Zezé di Camargo? Tchekhov, eu e Francisco? Pelo que a avó do Felipe estava chorando enquanto os Beatles compunham mais uma canção? O que fará o Wagner quando ouvir o que Chico Buarque fez com o seu também coração partido? Costumo dizer que a arte ajuda a gente a viver, que quem lê Dostoievski e Fernando Pessoa, no mínimo, vai sofrer mais bonito. Porque sofrerá com companhia, sofrerá com a cumplicidade dos poetas. Entenderá que fazemos parte de algo maior, que pertencemos à roda da humanidade, seus dilemas eternos e sua fatídica imperfeição” – ressalta Denise.

Teatro Tuca

Rua Monte Alegre, 1024. Fones: (11) 3670-8455/8456

Sexta às 21h, Sábado às 20h, Domingo às 17h

Até 10 de dezembro

Denise Fraga em Eu de Você. Foto Café Royal

Intimidade Indecente

Em Intimidade Indecente, Mariano (Marcos Caruso) e Roberta (Eliane Giardini) formam um casal sessentão desgastado pela mesmice da rotina. O desejo esfriou, o sexo falta e a implicância mútua sobra. Ávidos por novas experiências, entendem que não há mais porque ficar juntos. Acontece que, como num efeito bumerangue, a vida insiste em devolver um ao outro. E é nessas idas e vindas que, aos poucos, os dois descobrem-se os maiores cúmplices. O sentimento, ainda vivo e sólido, faz com que se entendam mais do que com qualquer outra pessoa de fora. Assim, conforme os anos vão passando, resistem cada vez menos à presença do outro em sua vida novamente.

Teatro Renaissance

Alameda Santos 2.233. Fone: (11) 3069-2286

Sábados às 19h e 21h | Domingos às 17h

Até 29 de outubro

Marcos Caruso e Eliane Giardini em Intimidade Indecente. Foto Eduardo Chamon

Kiss Me, Kate – O Beijo da Megera

Em 1948, em pleno Verão de Baltimore (EUA), Fred Graham (Miguel Falabella) é o vaidoso e galanteador dono de uma companhia de teatro que está prestes a estrear uma montagem de A Megera Domada, de William Shakespeare, protagonizada por ele e por sua ex-esposa, a diva Lili Vanessi (Alessanda Verney). Este é o ponto de partida de Kiss Me, Kate, um divertido passeio pelos bastidores da companhia e pela comédia de erros que se desenvolve dentro e fora de cena. A trama da ficção reflete também a personalidade do quarteto formado por Fred, Lili, a novata Luiza (Bruna Guerin) e o malandro Bill (Guilherme Logullo), que contrai uma dívida de jogo em nome do patrão. É quando uma dupla de mafiosos (Fafy Siqueira e Edgar Bustamante) invade o teatro, gerando uma confusão ainda maior. No palco da peça ficcional, Falabella e Verney vivem um dos mais celebrados casais do teatro shakespeariano, Petruchio e Catarina.

Teatro VillaLobos – Shopping VillaLobos

Av. Drª Ruth Cardoso, 4777 

Sextas, às 21h. Sábados, às 17h e 21h. Domingos, às 17h.

Até 1º de outubro 

Miguel Falabella e Alessandra Verney em Kiss Me, Kate. Foto Priscila Prade

Papa Highirte

Papa Highirte é o nome do ditador populista deposto da fictícia Alhambra, exilado na também fictícia Montalva. Em sua conspiração para voltar ao poder, mergulha nas reminiscências de um tempo de exceção onde governava com mão de ferro seu país natal, com a Imprensa silenciada e torturas nos porões. E chega à triste conclusão que nunca passou do fantoche de militares golpistas a serviço de uma potência estrangeira. Metáfora precisa sobre a América latina, que ganha significativa relevância nos tempos atuais.

Teatro Aliança Francesa
Rua General Jardim 182. Fone: (11) 3572-2379

Quinta a sábado, 20h. Domingo, 18h

Até 1 de outubro

Cena da peça Papa Highirte. Foto Ronaldo Gutierrez

Tom na Fazenda

Após a morte de seu companheiro, Tom viaja para para a fazenda, no interior rural, para uma última despedida no funeral. Lá ele conhece a mãe, que desconhece a orientação sexual de seu filho falecido, e seu irmão, um camponês viril e violento que insiste através de violência, que Tom esconda o relacionamento de sua mãe enlutada. Nesta fazenda, mentir é a primeira condição de sobrevivência. Sangue e lama sujam as palavras e engrandecem os corpos transfigurados pelas emoções para revelar a grandeza trágica e universal deste texto necessário que é Tom na Fazenda.

Teatro FAAP

Rua Alagoas, 903. Fone: (11) 97185-9332

Quartas e quintas-feiras, 20h

Até 28 de setembro

Armando Babaioff e Gustavo Rodrigues, em cena de ‘Tom na Fazenda’. Foto Brunno Martins

Um Teto Todo Seu

O espetáculo é uma adaptação do ensaio Um Teto Todo Seu (1928) de Virginia Woolf, um dos textos fundadores da crítica feminista. Fruto de palestras que a autora foi convidada a dar em duas Universidades para mulheres, seu principal argumento é que a mulher deveria ter recursos materiais e privacidade para poder se dedicar a escrever ficção, pois essas são condições capazes de afetar os aspectos psicológicos da escritora e o próprio processo criativo. Com as atrizes Noemi Marinho e Luciana Carnieli propomos um encontro entre Virginia Woolf e uma mulher de hoje.

Oficina Cultural Oswald de Andrade – Sala 11

Rua Três Rios, 363, Bom Retiro.

Quintas e sextas, às 19h30, e sábados, às 15h e 18h

Ingressos: gratuitos, distribuídos 1 hora antes do início do espetáculo

Até 9 de setembro

Luciana Carnieli e Noemi Marinho em cena do espetáculo Um Teto Todo Seu. Foto João Caldas Fº

Vestido de Noiva

Vestido de Noiva é uma peça teatral de Nelson Rodrigues na qual o autor mescla realidade, memória e alucinação para contar a triste história de Alaíde. Após ser atropelada por um carro em alta velocidade, ela é hospitalizada em estado de choque. Na mesa de cirurgia, oscilando entre a vida e a morte, a mente de Alaíde visa reconstruir sua própria história, e aos poucos seus sonhos inconscientes e desejos mais inconfessáveis vêm à tona. Quem vai ajudá-la nesse processo é a enigmática Madame Clessi. Juntando as peças desse quebra-cabeça, ela conduz Alaíde na busca pela reconfiguração de sua própria identidade. Vestido de Noiva, escrita em 1943, mantém-se atual: o que poderia parecer um drama familiar revela-se uma tragédia de alcance universal. Nessa obra, dividida em três atos, Nelson Rodrigues conta uma história a partir da análise do interior da mente da personagem, ou seja, de seu espírito, de sua psique, de sua alma.

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112. Fone: (11) 4297-0600

Quintas e sextas, 19 horas. Sábados e domingos, 17h

Até 24 de setembro

Cena da peça Vestida de Noiva. Foto Netun Lima
[acf_release]
[acf_link_para_comprar]

Ficha Técnica

[acf_ficha_tecnica]

Serviço

[acf_servico]
Escanear o código