canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

MITsp valoriza o corpo para mostrar novas geografias e territórios

Sinopse

A nona edição da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo terá artistas da África, Ásia, Oriente Médio e América Latina, de 1 a 10 de março

Por Ubiratan Brasil

A MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo chega à nona edição com uma programação que privilegia artistas, grupos e pesquisadores/as da África, Ásia, Oriente Médio e América Latina. Serão nove montagens internacionais, uma estreia nacional, dez espetáculos na MITbr – Plataforma Brasil e uma diversa grade de oficinas, debates e conversas, entre 1º e 10 de março, em 11 espaços culturais de São Paulo (veja lista abaixo).

Cena do espetáculo 7 Samurais. Foto João Penoni

A abertura será no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, com o espetáculo “Broken Chord” (Acorde Rompido), com concepção dos artistas sul-africanos Gregory Maqoma e Thuthuka Sibisi. “Será uma mostra preocupada por outras geografias, outro territórios”, comenta o diretor artístico Antonio Araújo, que idealizou o evento com Guilherme Marques, hoje diretor geral. Para eles, as discussões que atravessam os trabalhos apresentam novos olhares para questões como memória, racismo, transfobia, identidade, conhecimento, colonialismo, entre outros.

Cena de A História do Teatro Ocidental Coreano, de Jaha Koo. Foto Leontien Allemeersch

E, pela primeira vez, a dança e a performance vão ocupar um lugar de destaque nos trabalhos selecionados, combinadas ao teatro e à música. “Para nós, não é fácil separar dança de teatro: tudo são artes cênicas. Olhamos para o que os artistas estão produzindo, seja dança ou teatro”, completa Araújo.
Segundo o diretor artístico, a curadoria da Mostra intensificou a perspectiva decolonial já presente nas edições anteriores.

O Artista em Foco deste ano será o diretor e compositor sul-coreano Jaha Koo, que vai apresentar sua Trilogia Hamartia: “Lolling and Rolling”, “Cuckoo” e “A História do Teatro Ocidental Coreano”. “Seus trabalhos focam principalmente na relação colonial entre as culturas do Ocidente e Oriente e o impacto que isso causa na vida das pessoas”, comenta Araújo. De fato, Hamartia é uma palavra de origem grega, que pode ser traduzida por “falha ou defeito trágico”.

Cena de Profético (nós já nascemos), de Nadia Beugré (Costa do Marfim). Foto Werner Strouven

Outro destaque são dois espetáculos da Argentina que vão estrear durante a Mostra: “Perros – Diálogos Caninos”, de Monina Monelli em parceria com os brasileiros Celso Curi e Renata Melo, que traz os conflitos e os afetos da relação das pessoas com cachorros. As apresentações serão ao ar livre, no Parque Augusta, Praça Roosevelt e Minhocão.

“Wayqeycuna” (Meus Irmãos), de Tiziano Cruz, promove um reencontro com suas origens, tendo como ponto de partida os quipus (colar feito de algodão ou lã de lhama e alpaca e nós), tecidos pelas mulheres andinas como memoriais. “Como os dois espetáculos estão em processo criativo, não é possível cravar que terão um forte teor político, mas acredito que haverá influência, sim”, diz Araújo.

Já a estreia brasileira será o novo trabalho do diretor Felipe Hirsch com o grupo Ultralíricos, “Agora tudo é tão velho – Fantasmagoria IV”.

Cena de Eunucos, de Irmãs Brasil. Foto Marcos Madi

Os ingressos começam a ser vendidos a partir das 17h do dia 6 de fevereiro, pelo site www.mitsp.org. Nesse endereço, também será possível saber detalhes de todas as peças.

Veja lista de locais em São Paulo que receberão as apresentações e debates:

Biblioteca Mário de Andrade (R. da Consolação, 94 – República)
Centro Cultural Olido (Av. São João, 473 – Centro Histórico de São Paulo)
CCSP – Centro Cultural São Paulo (R. Vergueiro, 1000 – Vergueiro)
Cúpula do Theatro Municipal de São Paulo (Praça Ramos, s/n – Centro)
Itaú Cultural (Av. Paulista, 149 – Bela Vista)
Teatro Cacilda Becker (R. Tito, 295 – Lapa)
Teatro Paulo Autran – Sesc Pinheiros (Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros)
Teatro Antunes Filho – Sesc Vila Mariana (R. Pelotas, 141 – Vila Mariana)
Teatro Anchieta – Sesc Consolação (Rua Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque)
Teatro do Sesi-SP (Av. Paulista, 1313)
Tendal da Lapa (R. Guaicurus, 1100 – Água Branca)

[acf_release]
[acf_link_para_comprar]

Ficha Técnica

[acf_ficha_tecnica]

Serviço

[acf_servico]