canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

“Brincando em cima daquilo” por Marcelo Médici

Sempre que ouvi o título desse espetáculo, imaginei realmente uma brincadeira, em cima de uma cama, uma sacanagem. Ao ler o texto, tenho certeza que a sacanagem é outra… os três quadros falam de três mulheres aprisionadas em suas relações, sufocadas pelos respectivos maridos. O título original, Toda Casa, Cama e Igreja, deixa claro que Franca Rame e Dario Fo almejaram falar sobre a opressão que a mulher sofre em quase todos seus relacionamentos, e apesar de ter sido escrito nos anos 70, continua absolutamente atual. Quando recebi o convite de Wilson de Santos, ator e comediante raro, para assisti-lo nesse direção, passei a dividir com ele a grande responsabilidade de encenar o texto na primeira montagem interpretada por um homem.

Dar voz, corpo e alma a essas mulheres com verdade e buscando nisso o humor, que sempre foi o resultado perseguido pela dupla Rame e Fo, é também o nosso objetivo. Penso que a comédia não precisa ser sempre considerada uma bobajada… ela pode, e deve, ser crítica, questionadora, fazer denúncias. O humor é poderosíssimo e já passou da hora de ser apenas classificado como mero deboche.

Com o auxílio luxuoso da cenografia de Fabio Namatame, que também assina os divertidos figurinos, espero que esse texto da genial dupla de dramaturgos se junte ao brilhantismo de Wilson, que a montagem seja mais um grito de liberdade para as mulheres, e um brinde a comédia. Respeita as mina! Respeitem o poder de fogo do humor.

Sinopse

Ficha Técnica

Serviço

Escanear o código