canal teatro mf logo

O melhor do teatro está aqui

Search

DE UNS ANOS PARA CÁ …

…surgiu um tipo bem peculiar de público de teatro: o ligadíssimo nas redes sociais, essa nova forma de comunicação tão veloz como o pensamento.
Esse público é composto por viciados em twitter, facebook e instagram. São blogueiros que carregam multidões. São fãs dos artistas que fazem determinada peça. Não são fãs de ninguém, mas adoram boas histórias e tornam-se fãs depois. São pessoas que amam teatro. Ah, que boa notícia! Como não se render a esse adorável e antenado espectador, que sabe escolher como ninguém, o gênero de peça de sua preferência? Normalmente gosta, adora ou idolatra as peças que assiste porque se informa antes, não só através da crítica convencional, por vezes engessada, mas também pelas opiniões de “gente que curte teatro”. Um, dez, cem, mil formam uma rede, confabulam, discutem, ponderam, mas sempre elogiam algum aspecto da obra. Respeitam. Esse é o charme dessa turma. Depois, num processo natural, divulgam em massa, os espetáculos que realmente gostaram e aí, colocam a hashtag #TemQueVer, uma peculiaridade criada em meu twitter.
O teatro, para essa gang do bem, é o programa principal e depois, quem sabe, até uma esticadela prum jantar, balada, enfim. E pra notícia ser melhor, quando entra na “sagrada” plateia, DESLIGA o celular – desliga MESMO para que aquela irritante luzinha não incomode ninguém – e espera, numa felicidade, o início daquele momento mágico e, sobretudo, único que apresentações ao vivo proporcionam. Nos aplausos, celulares a postos, inundam as redes sociais. Eu, que não tenho facebook, pois meus vícios são o twitter e o instagram (um é pouco, dois é bom, três é demais!), curto, RT e espalho por aí essas OPINIÕES QUE INTERESSAM. E como agradecimento a essa turma, batizamos nosso Blog de #AmoTeatroMF. Que venham todos, que venham mais!
Célia Forte

Sinopse

Ficha Técnica

Serviço

Escanear o código